GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA


A adolescência caracteriza-se por ser um período de descoberta do mundo, dos grupos de amigos, de uma vida social mais ampla. Assim, a gravidez pode vir a interromper, na adolescente, esse processo de desenvolvimento próprio da idade, fazendo-a assumir responsabilidades e papéis de adulta antes da hora, já que dentro em pouco deixará de ser menina para se tornar mulher.
A adolescente passa rapidamente da posição de filha para o de mãe, do “querer” para “dar” colo. Nessa transição de filha para mãe, surgem conflitos, que por estarem na grande maioria das vezes vivendo situações de sofrimento, totalmente despreparada, tanto de ordem física, psicológica, econômica como socialmente.
Cabe aqui destacar que a gravidez precoce é uma situação que também atinge ao rapaz, já que ele terá sua parcela de responsabilidade. Desta forma, quando uma adolescente engravida, a vida dela assim como a do pai da criança e os familiares de ambos também passam por um processo de adaptação de uma situação inesperada
O que levaria uma adolescente a engravidar?
Afinal, as perdas que esta adolescente vivenciará trarão somatizações psicológicas, que poderão por em risco a gravidez precoce.
A busca da identidade associada a uma pitada de rebeldia em relação à família e a sociedade faz com que a adolescente tenha a atitude de engravidar. Contudo há meninas que acreditam  estarem preparadas para a maternidade e que é algo que seu namorado também deseja, pois só assim poderão se libertar da casa dos pais se impondo como adultos que ainda não são.
Simplesmente, fornecer as informações  referentes a contraceptivos  e sobre  a fisiologia sexual ainda não são suficientes para se evitar uma gravidez precoce. Há que se valorizar o discurso desta adolescente sobre o assunto, pois os desejos e fantasias desta jovem deverão ser priorizados
A troca de informações entre a área de saúde, educação,assim como a participação dos familiares, faz com que a incidência de gravidez na adolescência caia, permitindo a elevação da auto- estima da jovem. Investimento em campanhas de informações sobre contraceptivos é indispensável na prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), assim como a gravidez precoce.
O acompanhamento psicológico em situações desta natureza é fundamental para a adolescente e sua família, podendo assim dar suporte aos conflitos que surgem e sua prevenção. É preciso ouvir e valorizar os sentimentos e preocupações que permeiam o mundo da adolescente e assim buscar alívio para sua carga.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO ANDA SEU HORÓSCOPO HOJE!!!

SÍNDROME DE PETER PAN

PERVERSO X HISTÉRICA