DEPRESSÃO

                                                                                                               

As transformações sociais e econômicas colocam novos questionamentos, bem como incertezas sobre o futuro de nossos filhos.
Com uma sociedade globalizada onde a tecnologia se modifica cada vez mais rápido, os jovens e até mesmo as crianças em idade escolar se sentem pressionados, seja pelo mercado de trabalho que ainda irão enfrentar, assim como a pressão que seus pais acabam causando por conta da ansiedade de preparar seus filhos para um futuro promissor.
Desta forma, tanto a sociedade, como a escola e os pais, acabam exigindo que estas crianças aprendam muito mais em um período curto.
A escola normal, o inglês, o futebol, balé, natação, tênis, ginástica olímpica, são algumas das atividades que constam das agendas destes “mini-executivos”, que tentam corresponder da melhor forma possível. Mesmo para o lazer há a necessidade de um prévio “agendamento”.
Tantos compromissos acabam por causar muita tensão, ultrapassando sua capacidade ainda imatura. Se os pais respondem às tensões da vida com ansiedade e angústia, a criança aprenderá a agir da mesma forma.
Podemos observar que em alguns grupos de crianças e adolescentes com grande quantidade de compromissos podem ter uma perda de energia e interesse em realizar as tarefas; dificuldades relacionadas ao sono; fadiga constante; diminuição da atenção bem como do raciocínio. Também podemos citar a dificuldade de tomar decisões, perda de apetite, sentimentos de inutilidade ou culpa, baixa estima.

Todos os sintomas aqui descritos acabam por comprometer o amplo desenvolvimento da criança e ou adolescente.
A depressão poderá estar relacionada a vários fatores, tais como: problemas na escola, de ordem sexual, abuso de drogas, transtorno de ansiedade, déficit de atenção, excesso de atividades extracurriculares, pânico, transtornos alimentares, entre outros.
Como a adolescência é uma fase de extrema mudança biológica e hormonais, que provocam muitas inquietações e dúvidas, o comportamento do mesmo também se altera em relação a família e amigos.
Na adolescência o ser humano passa por mudanças que ocorrem em um período curto de tempo, trazendo certa atenção ao desenvolvimento e de possíveis problemas ligados à saúde mental.
Se esta criança ou adolescente tiver pouco afeto ou pobreza de estímulo e comunicação comprometida provinda dos pais, isto contribuirá de forma significativa para a aquisição de personalidade vulnerável.
Em geral, o bem estar dos pais fortalece os laços familiares. A harmonia familiar e a felicidade conjugal afetam positivamente a qualidade dos relacionamentos tanto no núcleo familiar como social.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO ANDA SEU HORÓSCOPO HOJE!!!

SÍNDROME DE PETER PAN

PERVERSO X HISTÉRICA